O QUE É A CONTRATAÇAO ELECTRICA INDEXADA “AL POOL”?

 

 

A contratação por preços indexados “al Pool” é uma forma de contratar em um mercado liberalizado que consiste em pagar pela energia electrica consumida um preço variable em função do preço de aquesição da energia num mercado maiorista. Este tipo de contartos nao é muito frequente devido a falta de informação dos consumidores mas que pode supor grandes poupanças em determinadas condições do mercado.

A facturação electrica consiste, a parte dos impostos, de um termino de potência e de um termino de energia.

 

  • O termino de potência é o preço que se paga pela potencia contratada e sobe a qual, geralmente, a empresa comercializadora não obtem benefícios. Constituida fundamentalmente pelos custos de transporte e distribuição de energia e o seu valor que estabelece periódicamente pela sua administração. No caso de sobre passar a potência contratada se paga uma penalização por execesso de potència.
  • O termino de energia consiste no preço que o consumidor paga pela energia consumida e que incluí os pagos pela capacidade de garantizar cobertura do mercado e dos possiveis desvios pela programação que paga a comercializadora a distribuidora. Além do anterior referido pode existir uma penalização pelo consumo de energia reactiva que não se pode descriminar.

Actualmente, a forma mais habitual de contratar a energia eléctrica com uma comercializadora é mediante um contrato de preços fixos com descriminação horaria em três periodos clássicos (ponta,cheio evazio) em seis periodos horários algo mais complexos que dependem de temporada anual.

 

OMEL é uma operadora de sistema electrico. Ë o orgão que regula permanentemente a solicitação de compra de energia por parte dos comercializadores e a capacidade de energia que podem produzir as empresas generadoras. Isto se produz mediante um sistema de cassação de forma diária que estabelece os preços de compra de energia em função da oferta e da procuar em cada hora do dia. É um mercado de energia electrica.

 

GRÁFICO

 

O QUE É OMIE?

 

OMIE é o operador de sistema electrico. Para que todos possam entender, é o mercado ou “leilão” em que se cruzam os pedidos das empresas comercializadoras para comprar a energia, com a oferta de produção das destintas empresas generadoras.

 

A actividade de Generação é diferente da comercialização e grandes empresas com “Endesa”; “União Fenosa” e “Iberdrola”, tiveram que separar as activiadades em destintas finaliades que são independentes entre si. Assim OMEL, as comercializadoras solicitam a energia acreditam necessitar para seus consumidores. As generadoras põe a sua disposição a energia que são capazes de produzir, mas por ordem:

 

  • Primeiro a energia produziada pelas centrais nucleares, já que estás não podem regular e trabalhar em um regime fixo de produção.
  • Segundo as renovaveis, já que a matéria prima é gratuita e não convém desperdiçar, o sol, o vento....
  • Estas duas primeiras entram no mercado a custo “zero”. Isto se deve a que a nuclear é mais barata de produzir e como nao se pode parar se tem que vender embora não se ganhe dinheiro. O gasto de parar as máquinas é mais alto que produzir e vender a 0€. A produção das renovaveis esta primata e tem preço fixo que se paga dos orçamentos gerais do estado ( se quer mais informação de como se financia as renovaveis lea o articulo), pelo que também entra a 0€ e se cotiza.
  • Depois entra no mercado as outras fontes de generação ordenadas por custo de menor a maior, como as do ciclo combinado, gas, carbono, ....até que cubram a energia que solicitam as comercializadoras.

 

O preço final de energia em “kWh” OMIE é definida pelo mais caro, a última. Quer dizer, que depende de muitos factores, mas quanto menos tecnologias sejam necessárias para cobrir o pedido, mais barato lhes custará a electricidade as comercializadoras. Isto é uma grande simplicação, mas que a damos como certa.

 

OMEL fixa os preços horariamente. Na seguinte imagem pode ver garficamente uma evolução de preços dos primeiros 5 meses de 2010:

 

 

 

EM QUE CONSISTE A TARIFA INDEXADA FLEXIVEL?

 

Agentes comerciais como “Ectricidad Libre”, oferecem tarifas indexadas, que dependendo da companhia final com quem fazemos contrato terá uma formúla ou outra. Mas que é composta pelos seguintes prazos:

 

* Prazo de potencia: Um preço fixo por cada kW contratado.

Geralmente todas as companhias tem o mesmno preço e não tem qualquer beneficio em este termino. Todo ele se compôe das portagens que elas têm que pagar pelo transporte e distribuiçao de electricidade, em este caso por dispor de essa potencia.

 

* Prazo de energia: Aqui é onde esta o masi suculento e mais caro de um contrato de Media Tensao:

  • Parte Fixa: É um preço fixo por kWh para cada periodo, igual que uma oferta convencional. Esta parte inclui as tarifas de acesso que a comercializadora pagara pelo transporte e distribuição de energia, taxas, desvios , perdidas, serviços complementares e seu beneficio. De tudo isto que compôe a parte fixa, o único conceito que pode variar durante a validade do contarto sao as tarifas de acesso. Suponhamos que as tarifas de acesso são de 3c€/kWh para um periódo e que a parte fixa que oferecem é de 4.2c€/kWh. Se esta subir a 3.2c€/kWh o preço fixo subirá a 4.4c€/kWh e não deverá subir mais.
  • Parte variável: Para cada hora de cada periódo o preço do prazo de energia se forma sumando a parte fixa com a variável. A variável é a parte indexada e depende directamente de OMEL. Alguma comercializadora oferece como parte variavel o preço directo de OMEL, sem aumentos. Outras tem aumentos de um tanto por cento.

 

  • O imposto electrico: existe um ponto que nem todo o mundo tem em conta, o imposto electrico. Ë quase um 5%, concretamente um 4.864% * 1.05113=5.11%, e que ninguém pode deduzir. Por isso todas as poupanças que se conseguem em uma factura electrica se aumentará em um 5%.

 

Dependendo da comercialização terá uma formúla ou outra. Esta é a mais comum desde do meu ponto de experiência, mas este mercado esta muito vivo e seguramente aparecerá outras novas

 

PORQUE É TẴO BOM?

 

Repare no prazo de energia das suas facturas, é um conceito pelo que mais paga ( se reativa deveria ler como a pode compensar). Imagine que pode reduzir uma boa quantidade, mais o menos como um 12% o mais. Agora é quando fica mais interessante, NẴO?

 

Segundo o que lhe foi explicado o preço de electriciade depende do tipo de geração que vai ser pedida. Quantas tecnológias entram em jogo mais barata saira a luz. Isto não se pode manipular mas sim entender, e se o seu negócio é flexivel poderá consumir o quanto mais barato lhe saia a energia.

 

Esta primavera devido a muitas horas OMEL fixou o preço a 0€/kWh. Isso é porque tem sido um inverno muito chuvoso e pequenos saltos hidrelétricos têm funcionado bem, a Primavera também fez com que o solar fotovoltaica produzisse ao máximo e coincidiu com que o vento produzisse muito mais energia eolica. Terá que ver o tempo dia a dia, NẴO.

 

Outro factor é que faz que “antes” fique casado com a oferta do pedido, faz que o seu pedido seja menor, porque isto se produz de noite. O comércio e as administações fecham, os usuarios domésticos dormem e só uma industria continua a trabalhar. Certo é que a fotovoltaicanao produz, mas representa uma pequena percentagem da produção total. Ao contràrio da energia nuclear que não para, nem de noite nem de dia , como a eolica, biomassa, hidroelectrica e outras renovaveis. Pelo qual a electricidade durante a noite saira muito mais barata. Muitas noites se casa a energia 0€/kWh.

 

Se o seu negocio lhe permite ser flexivel com os horarios de consumo, mais a frente, nao duvide, em estudar as ofertas de venda de OMEL e adaptar-se. Porem se nao se pode adaptar, nao maior parte das vezes a modificação vale a pena.

 

Quando pede preço a uma comercializadora e le apresenta uma oferta convencional, eles ja fizeram um estudo de mercado e estimam um preço da energia em cada momento. Estimam os custes(da compra de energia), conocem os gastos(as tarifas de acesso e os proprios da empresa), anadem a sua margem de beneficios e apresentam a oferta. Mas Que custo de energia estao fixando, se é tao flutuante? Pois nao sei, mas é facil imaginar que o mais alto do ano para cada periodo e aumento sempre algo para salva-guardarsse.

 

Com a formula de preços indexados as companhias tem uma maior seguridade de que os seus custos não se disparam e lhe comem os beneficios. Isto benificia a ambos.

 

E se sobe a luz muito não estarà melhor com um contarto de preços fixos??? Pois sim, mas tem que saber que companhia pode rescindir o contarto uniteralmente avisando com umas semanas de antecedencia. São conhecidos casos de comercializadoras – concretamente Uniao Fenosa – que rasgou os contartos de certos clientes por uma subida inesperada de luz.

 

Na anterior imagem pode ver a oferta para um cliente em Media Tensao. Os horarios de funcionamento de esta empresa sao totalemente diurnos e trabalhama turno partido exepto em Verão que fazem tempo integral. Se no ano estudado se modificaram a uma tarifa indexada de poupança teria chegado a 20,5%. Embora que nem em todos os casos se alcaçou este valor.

 

www.omie.es

www.omip.pt

 

 

Se está procediendo a cargar el canal RSS...